domingo, 14 de setembro de 2008

Falta de amor


Oh! quão doce é o amor de uma criança
para um brinquedo que ganha no natal
queria ter esse amor puro,cheio de ternura
nao essa paixão mundana e corporal

Ah! esse amor que tanto me fere
me maltrata e me desfaz
quem dera se esse amor em mim morasse
eu nao teria que ir atras

queria um dia poder amar
como amam os grandes poetas
sentir toda a emoçao,o vigor
queria apenas sentir o amor.

Um comentário:

fahhh disse...

Nadine seu poema é lindo amei...

=)

O amor não se acha
ele chega com o tempo e se não cuidamos bem dele ele se vai muito rapido
nunca saberemos se o amor um dia valera a pena
Mais aquelas pessoas que conhecem o amor já sabem como é bom amar ou as vezes como é ruim a dor de um amor
Tudo acontece no seu tempo
e o amor tbm
E quando chegar a hora de conhecemos o amor
só dependera de nos que ele dure pra sempre...